http://www.blogger.com/start
 

TECMATRÔNICA®

nosso propósito é inteiramente didático free hit counter
 
Relógio

Look! (visitem!)TECMATRÔNICA INFORMÁTICA

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Placas de Circuito Impresso COMO FAZER

Placas de Circuito Impresso

Existem várias formas de fazer circuitos impressos.

Circuitos Impressos a partir de impressora laser.

Desenho Circuito Impresso - Desenhe o circuito utilizando qualquer software para circuitos eletrónicos; Se tiver o desenho em qualquer formato de imagem, pode utilizá-lo normalmente.
Imprima com impressora laser o desenho em uma folha de papel fotográfico, (papel normal funciona).
Verifique se o tamanho e as pistas estão correctas. (Todas as impressoras produzem uma ligeira ampliação, até pela dilatação do papel ao passar pela área de fusão do toner, antes de imprimir o desenho definitivo verifique qual a ampliação produzida pela impressora.


Desenho Circuito Impresso
Prepare a placa de circuito impresso limpando a superfície de cobre de sugidade, impurezas, oxidação e gordura.
Coloque o papel com a face impressa sobre a placa já cortada no tamanho exacto.



Impressão Circuito Impresso

Com um ferro de engomar bem quente, pressione o papel sobre a placa, não é necessário friccionar, fazer pressão durante 2 minutos. Escolha bem a superfície onde vai apoiar a placa, evite estragar alguma superfície com o calor do ferro.

Transferência Circuito Impresso

O toner impresso no papel ficará preso no cobre da placa. NÃO puxe o papel nesse momento; calma, ainda restam alguns passos. Prepare uma pequena recipiente com água quente e um pouco de detergente, quantidade suficiente para cobrir a placa.
Mergulhe a placa na água e aguarde 30 minutos. O papel amolece e facilitando a sua retirada.

Passagem Circuito Impresso

Retire o papel. Friccione as pontas dos dedos, o papel molhado é fácil de sair. Se for preciso molhe algumas vezes a placa na água e vá fazendo o movimento com os dedos até retirar todo o papel.
Remoção Dersenho na Placa


Depois de termos a imgem na placa, teremos que remover o cobre excedente com um material corrosivo.
Coloque a placa num banho de Percloreto de Ferro, (pode adquirir nas lojas de electrónica ou solicitar numa farmácia), para apressar a libertação dos excedentes de cobre, aqueça ligeiramente o liquido, para isso coloque uma lampâda por cima da placa.
Após a remoção do cobre excedente passe uma fina camada de verniz protetor, colocar o verniz antes de colocar os componentes pode dificultar a soldadura de estanho entre os componentes e a placa, tenha atenção se ao colocar verniz as zonas que vão ser perfuradas ficam limpas de verniz.
Placa de Circuito Impresso

Para placas de dupla face, primeiro faça um lado seguindo os seis passos anteriores, porém na altura da corrosão proteja o lado sem toner com adesivo tipo papel contact, perfure a placa para ter referências na outra face e proceda novamente os seis passos, protegendo durante a corrosão a face já pronta.

Atenção: Este processo só funciona com impressões feitas a partir de uma impressora laser, pois utilizam o toner na impressão que possui partículas metálicas que aderem ao cobre durante o aquecimento com o ferro de passar; portanto impressoras jacto de tinta não funcionam. Uma cópia num fotocopiador tem o mesmo resultado, já que o processo de impressão utiliza também o toner.
Nas impressoras laser e nos copiadores o toner passa para o papel por aquecimento (rolo fusor), se conseguir retirar a folha antes da passagem pela área de fusão os resultados são ainda melhores.

Banho de prata para a placa

Este banho de prata evita que o cobre oxide criando cortes nas pistas dos circuitos.

A fórmula:

(para 50 mL de solução: recalcule para quantidades maiores.)

  • 50 ml de água destilada (H2O).
  • 2 g de nitrato de prata (AgNO3)
  • 1 g de cloreto do amónio (NH 4Cl)
  • 5 g de carbonato do cálcio (CaCO3)
  • 4 g de tiosulfato do sódio (Na2 S2O3)

Como fazer a solução:

  • Dissolva 2 gramas do nitrato de prata em 50 ml de água desmineralizada ou destilada.
  • Misture 1 grama do cloreto do amônio, 5 gramas de carbonato de cálcio e 4 gramas de tiosulfato de sódio num recipiente e adicione-os à solução.
  • O carbonato do cálcio é necessário quando existe a necessidade de friccionar um objeto com a solução em vez de mergulhar na solução (é a opção ideal para as placas de circuito impresso).

Utilização:

  • Com a solução pode pratear o cobre, o bronze ou objetos de zinco.
  • Limpe o objeto que pretende pratear completamente com um pedaço de pano (um objeto muito oxidado pode ser limpo com o ácido nitrico)
  • Deixe o objeto num tanque com a solução aproximadamente por 2 minutos (ou friccione com um pano embebido por alguns minutos).
Atenção: A solução não é muito estável, devendo ser preparada e usada no mesmo dia. Cuidado ao preparar a solução pois o nitrato de prata, em contato com a pele, reduz a prata metálica produzindo mancha escuras. Não é tóxico mas corre o risco de ter suas mãos cheias de pintas pretas que desaparecem após alguns dias.

Soluções Corrosivas

Percloreto Ferro

Não é tóxico é usado em medicina para estancar hemorragias, apresenta o inconveniente de manchar todos os objectos exteriores se existir um acidente)

Solução água oxigenada com ácido clorídrico ou ácido muriático

Nesta solução tem de existir uma cuidado extremo com os ácidos na sua preparação.

1 parte de água oxigenada (peróxido de hidrogênio)130 volumes. Caso não encontre, utilize a água oxigenada encontrada nas farmácias mas não use a cremosa.
1 parte de ácido clorídrico ou ácido muriático
4 partes de água. Se utilizou a água oxigenada da farmácia, não adicione água.




0 comentários:

Postar um comentário

YOU TUBE

Loading...
Ocorreu um erro neste gadget

Quase super busca

Carregando...

VIDEOS

manutenção em lap top CONSERTO DA CALCULADORA

O BLOG CRIADO PARA VC QUE GOSTA DE TECNOLOGIA

NOSSO PROPÓSITO É INTEIRAMENTE DIDÁTICO.

VALEU!!!